Publicado por Redação

Pertencente à família das Caryophyllaceae, a planta saponária, de nome científico Saponaria officinalis pode ser encontrada também pelo nome de erva saboeira. Trata-se de uma planta selvagem que cresce comumente nos terrenos mais arenosos e tem flores cor de rosa, e atinge 60 cm de altura, em média. Suas raízes, de coloração amarelada, são rampantes e alongadas.

A planta, nativa do norte da Europa, foi introduzida na Inglaterra pelos monges franciscanos e dominicanos ao final do século XVI, quando passou a ser difundida por todo o país, indo, em seguida, para as Américas. Até os dias atuais, alguns fabricantes de cerveja usam essa planta como forma de produzir e manter aquele colarinho espumoso, tão amado por uns e tão odiados por outros.

Além disso, pode ser usada ainda, como vem sendo usada há muitos anos, como sabão doméstico. Isso porque é rico em saponina, uma substância que tem as mesmas propriedades do sabão, permitindo, inclusive, que se forme a espuma.

Saponária

Foto: depositphotos

Para isso, coloque entre 60 e 100 gramas dos rizomas ou das flores em um litro de água e então ferva as roupas e lençóis. Essa mistura pode ser usada ainda para lavar roupas muito delicadas.

Benefícios e propriedades

A planta atua como um excelente expectorante, diurético e sudorífero, podendo ser usada para o tratamento de lepra, reumatismo, gota, afecções respiratórias, amigdalites, infecções da pele, como psoríase, acne e eczema.

Efeitos colaterais e contraindicações

Não foram encontrados integrantes perigosos na planta e, portanto, não há muitas contraindicações. É preciso, entretanto, tomar cuidado com o consumo durante a gestação. Sugerimos evitar o consumo neste período. Seu uso não é recomendado também durante a lactação.

Normalmente inofensivas, as saponinas somente aparecem quando há uma doença da mucosa para o tratamento. Quando ingerida em grandes quantidades, acaba gerando diarreias, entre outros. São altamente tóxicas, mas quando injetadas. Quando consumida em altas doses, assim como por períodos prolongados, acaba decompondo os glóbulos vermelhos.

Chá de saponária

Não deixe as folhas em maceração na água. Faça a decocção com algo em torno de 25 a 30 gramas por litro de água.

Veja mais!