Publicado por Redação

O picão branco é o nome popular de uma planta da família das Asteráceas, que tem origem delimitada na América do Sul. Uma das principais características físicas é dada pelas pequenas margaridinhas.

A grande propriedade medicinal do picão branco está nas folhas. Elas são membranosas, de pequeno porte, chegando a medir cerca de 10 centímetros. O aroma exalado por elas são bem característicos. O picão branco é uma planta que pode ser encontrada em todo o Brasil.

Geralmente, a planta cresce em locais espaçosos e silenciosos, sendo encontrada normalmente em terrenos baldios ou expostos. Suas folhas são comestíveis, o sabor lembra o espinafre. A ingestão dos brotos e as folhas jovens é mais indicado por serem mais tenros, menos fibrosos. O ciclo natural do picão branco é curto, chegando a cerca de seis meses. Por se tratar de uma planta herbácea, pode ser encontrada em solos pobres e ricos, precisando apenas que estejam expostas ao sol.

Picão Branco

Foto: Reprodução/Wikimedia Commons

Além de ser uma planta nativa da América do Sul, o picão branco também pode ser encontrado em outras localidades, desde que estejam situadas em áreas tropicais. Na África, Filipinas e Caribe foram identificadas espécies da planta em todo o território. Estudos a respeito da verdadeira origem da planta indicaram que a propagação da planta começou na região do Amazonas, incluindo outros sistemas etno-botânicos de nativos sul americanos no geral.

Propriedades medicinais

Em geral, o picão branco é conhecido pelas propriedades cicatrizante e anti-inflamatória, porém, há quem acredite que ela também pode atuar no auxílio ao sistema hepático, desintoxicando-o e regenerando-o. Consumido na forma de chá, o picão pode ser um ótimo combatente da icterícia e hepatites no geral. Além das propriedades medicinais quando ingerido, o uso externo da planta, em banhos, por exemplo, também é largamente difundido. Um dos usos mais indicados é na medicina pediátrica, pois auxilia no bem estar da criança. A única restrição no uso é para as mulheres grávidas, pois pode restringir o fluxo e a quantidade de urina no organismo.

Dentre as doenças mais graves combatidas com o uso do picão branco estão: distúrbios menstruais; antiviral; anti-oxidante; anti-inflamatório; anti-espasmódico; anti-ulceroso; combate à diabetes de vários tipos; efeito bactericida; anti-fermentativo; hepatoprotetor; hipoglicemiante; atua na secagem as secreções; estimula a digestão; vermífugo; combate a acidez estomacal e pode ser rápido na inibição de uma atividade tumoral.

Veja mais!