Publicado por Redação

A planta Euphorbia milii é conhecida como Coroa de Cristo e coroa-de-espinhos. Esses nomes referem-se ao formato dos seus ramos que possuem espinhos de até dois centímetros. Em algumas regiões, a Euphorbia milii é chamada também de dois-amigos, dois-irmãos e bem casados por conta da sua flor.

A pequena árvore pode atingir até dois metros de altura e uma das suas maiores características é soltar uma espécie de látex tóxico. Por isso mesmo é que as pessoas precisam manusear com cuidado a planta para evitar irritações na pele e nos olhos.

Uma utilidade bem comum da Coroa de Cristo é como cerca viva, uma vez que ela conta com muitos espinhos. As pessoas também a utilizam para decoração.

Coroa de Cristo

Foto: depositphotos

Como cultivar a Coroa de Cristo

O arbusto é originário de Madagascar, por isso se adapta muito bem ao clima tropical ou subtropical. Em temperaturas baixas, a Coroa de Cristo não resiste.

Se você for cultivar um exemplar em casa, precisa ficar atento (a) às seguintes especificações:

1. Luz solar direta: a Coroa de Cristo tem alta resistência ao sol. Portanto, se você quiser plantá-la pode deixar a mesma sob luz solar direta;

2. Água: essa é uma parte que você deve ter cautela, pois apesar de ser uma planta resistente a temperaturas mais quentes, muito sol e clima seco, a Coroa de Cristo precisa ser aguada a cada dois dias. Entretanto, tome cuidado com o excesso dela, pois pode prejudicar bastante o seu desenvolvimento;

3. Solo: o solo não precisa ser tão fértil, porém ele tem que ter alguma umidade e sais minerais;

4. Espaço: quando for plantar escolha um espaço com uns 2 metros quadrados para que o arbusto cresça sem empecilhos. Ele pode atingir até dois metros de altura, por isso, observe a proximidade de objetos a essa altura;

5. Floração: a época de floração da Coroa de Cristo é entre a primavera e o verão. Mas, se o clima for favorável, ou seja, inverno sem baixas temperaturas e outono sem muitas chuvas, a floração pode ocorrer durante todas as estações do ano;

6. Plantando: na hora de plantar, só use as exterminadas das folhas. Já as pontas dos ramos devem ser podadas apenas depois de atingirem 10 cm, mas você não deve plantá-las assim que cortar, antes disso, deixe os ramos na sombra para secarem;

7. Germinação: depois disso, coloque-as em um vaso com terra úmida e espere por 1 mês, que é o tempo que leva para as primeiras raízes surgirem;

8. Sementes: outra forma de plantio é por meio das sementes. Dessa forma, é possível conseguir mais variedade da planta. A semente começa a germinar em 15 dias. Somente depois da pequena planta somar seis folhas, ela pode ser transferida para o solo definitivo.

Veja mais!