Publicado por Redação

Conhecida como espécie de planta pertencente à família das Fumariaceae, a coridalia oca possui uma série de propriedades medicinais que podem ser integradas ao processo de tratamento e cura de algumas enfermidades.

Apesar do nome bastante incomum, dependendo do local onde a planta é encontrada, pode ser conhecida também como corydalis-bulbosa.

Trata-se de uma planta de pequeno porte que possui folhas verdes ovaladas e pontiagudas. Uma das suas principais características vem das flores, já que se apresentam em formato de cacho horizontal brotando do meio das folhas. Suas flores são pequenas e aparecem na cor lilás.

Propriedades da coridalia oca

Coridalia Oca

Foto: depositphotos

A coridalia oca pode ser usada no processo de tratamento e cura de algumas doenças. Isso só é capaz graças a sua ação antibactericida, sedativa e depressora do sistema nervoso central. Na rotina alternativa a planta tem o poder de abaixa a tensão, promover a circulação sanguínea, acabar com alguns tipos de dores, espasmo e náusea.

Outra função relacionada a utilização da planta em prol da saúde humana é a diminuição que ela pode proporcionar ao peristaltismo do intestino delgado. Geralmente esse é um sintoma apresentado por pessoas que tem o intestino preguiçoso. Sendo assim, a coridalia oca ajuda a empurrar o bolo alimentar para dar sequência ao processo normal digestivo do corpo.

Contraindicações e cuidados

Assim como acontece com outros tipos de plantas, a aplicação em tratamentos alternativos só deve acontecer mediante indicação médica. Isso vai garantir ao paciente a preservação da saúde e o tratamento ideal para determinado problema. Além do mais, outros problemas mais sérios podem ser prevenidos a partir do uso indiscriminado.

A coridalia oca deve ser evitada em tratamentos relacionados a mulheres grávidas ou que estão em processo de amamentação. Isso pode trazer sérios danos, tanto para a saúde da mulher quanto para o bebê. Já nas pessoas que se mostram alérgicas a certos componentes da planta, eles podem apresentar dores de cabeça severas que são comparadas as sentidas por pessoas com meningite.

Veja mais!